loader image

ISSN 2764-8494

ACESSE

Comunicação
Seu tempo de leitura: 5 minutos

Mapeamento de comunicadores da Pavuna e Maré

Por BEMTV

Mapeamento de Comunicadores da Pavuna e Maré é fruto da parceria BemTV com a UNICEF, e tem como objetivo principal apresentar um retrato da pesquisa realizada nos bairros Pavuna e Maré com a finalidade de mapear os Comunicadores Populares locais. Desse modo, buscamos conhecer quem são esses comunicadores, quais meios são usados para comunicação e, por fim, buscamos articular uma rede local de comunicação para o desenvolvimento humano.

Os dados coletados através da pesquisa têm a finalidade de fortalecer as redes de comunicação locais já reconhecidas pelos moradores desses territórios, além disso, demonstrar a importância de existirem olhares múltiplos sobre os territórios, que disputam a forma como eles são retratados pelos veículos de mídia tradicionais.

A investigação foi feita a partir das seguintes etapas: busca através das redes sociais com intuito de encontrar quem seriam os comunicadores populares dos territórios da Pavuna e Maré; construção de documento organizando os dados coletados; contato individual com cada um dos comunicadores para detalhamento das informações e construção de um encontro entre os comunicadores populares e elaboração de uma cartografia interativa que apresente quem são esses comunicadores e o território que eles pertencem. A ideia é que o mapeamento seja um meio para dar visibilidade ao trabalho da comunicação local que já está sendo estabelecida.

Comunicadores Mapeados

Taís Oliveira 

Taís Oliveira é professora, microempreendedora e representante da Feira da Mulher Empreendedora, que nasceu a partir de um plano de ação na escola onde seu filho estudou e, enquanto parte da comunidade escolar, participou. A ideia era reunir mães da creche e mostrar que era possível trabalhar e ter filhos por perto. Esse grupo aumentou gradativamente, ganhou lindas parcerias, e entrou em processo de legalização. O coletivo está junto há 3 anos, somando hoje um grupo potente de 147 mulheres, em sua maioria, mães solo, donas do próprio negócio.

O cidadão

O Cidadão é um jornal comunitário criado em 1999, na Maré, pelo Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré (CEASM). Em grande parte de sua história, foi executado majoritariamente por moradores motivados a fazer um jornal pela perspectiva do bairro, falando de sua memória, seus eventos, seus personagens. Tem, também, um viés de Direitos Humanos que orienta a escolha de pautas. Hoje está online em jornalocidadao.net e nas redes sociais. 

Inessa Lopes

Inessa Lopes é militante do MCP- Movimento das Comunidades Populares. Vive e atua na comunidade Chico Mendes/ Morro do Chapadão. Desenvolve um trabalho com crianças e adultos em torno da Educação Comunitária e da Economia Coletiva. Também é colaboradora do Jornal Voz das Comunidades, que circula em áreas de atuação do MCP. 

Albarte

Albarte é do Complexo do Chapadão, zona norte do Rio de Janeiro. Artista plástico e diretor criativo, seus trabalhos já passaram por lugares como o Theatro Municipal, Museu de Arte Contemporânea, Consulado da Argentina, entre outros. Tem como trabalhos internacionais, como o projeto Inbraza, na Austrália. É graduando na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage e Galpão Bela Maré. 

CEASM – Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré

CEASM é o curso pré vestibular do Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré (CEASM), localizado no Morro do Timbau. Desde 1997, a instituição se nutre do desejo de tornar possível que moradores da Maré e seus arredores possam ingressar na universidade. O projeto visa contribuir na luta por educação de qualidade, que seja pública, representativa e acessível para todo mundo. Hoje, o projeto recebe cerca de 150 pessoas por ano, mas atualmente não há qualquer tipo de financiamento para fortalecer as atividades. Tudo é construído de forma coletiva e graças ao engajamento político de cada colaborador voluntário.

Carol Educar +

Carol Educar + é Comunicadora, pedagoga, fundadora e gestora da Educar + e Community Builder Ethereum Brasil. Desenvolvo projetos de impacto utilizando tecnologia blockchain. Sou da favela Final Feliz, Chapadão.

Museu da Maré

Museu da Maré é um museu social, criado por um grupo de jovens moradores integrantes do CEASM – Centro de Ações Solidárias da Maré, com o objetivo de criar uma auto representação da favela da Maré, fortalecendo uma imagem positiva da favela, bem como a autoestima de seus moradores.

Pedro Poeta

Pedro Miranda, vulgo Pedro Poeta, é cria da Pavuna, articulador cultural na Zona Norte, graduado em Filosofia pela UFRJ, Mestre em Educação pela UERJ, se dedica a produzir programas onde a prática do filosofar pode ser aplicada de forma lúdica, em comunhão com a cultura popular, em escolas públicas.

Cocôzap

Cocôzap é um projeto do data_labe de mapeamento, incidência e participação cidadã sobre saneamento básico em favelas. Ele acontece no Complexo de favelas da Maré, trabalha desde 2018 no Cocôzap para construir, a partir de um número do WhatsApp, um canal de denúncia, debate e proposição sobre saneamento básico, abastecimento de água e coleta de lixo na Maré. O funcionamento é simples: um número de celular recebe, através do zap, fotos, vídeos e narrativas sobre lixo e esgoto de modo a localizar e ilustrar os desafios de um cotidiano de desigualdades em termos de acesso a serviços públicos. 

Laís Matos

Laís Matos tem 24 anos, é dançarina, atriz e estudante de artes circenses. Mora no Rio de Janeiro – Pavuna desde 2007 e iniciou sua jornada artística aos 8 anos de idade. Hoje leva apresentações, aulas e oficinas para vários lugares, incluindo a Pavuna, trazendo apresentações nas praças de livre acesso para todas as faixas etárias, dentre outros projetos.

Coletivo Coé

Coletivo COÉ atua no Complexo do Chapadão desde 2006 promovendo a literatura, arte, cultura e educação. Nossos projetos: Biblioteca Comunitária Paulo Freire, Quintal Escola Chico Mendes e organizamos a FLICC (FESTA LITERÁRIA DO COMPLEXO DO CHAPADÃO).

Pavuna

Maré


A BemTv é uma organização sem fins de lucro que trabalha, desde 1992, com mídia e educação junto a adolescentes e jovens nos territórios populares de Niterói e São Gonçalo, com os quais chegou a desenvolver um trabalho de excelência em formação e prestação de serviços audiovisuais e novas mídias. Em 2017, foi reconhecida como Ponto de Cultura, inserido no contexto da Lei Cultura Viva.

Essa é uma matéria original da BEMTV


Já que chegaste até aqui, queremos te convidar a conhecer melhor a Pluriverso. Além dos conteúdos da Revista Colaborativa Pluriverso, você encontrará Cursos, seminários, eventos, oferecidos pela nossa rede de Anfitriãs/ões além de Fóruns públicos e grupos de trabalho e debate autogestionados, ligados ou não a organizações e processos formativos. Sim, Você pode criar o seu.

Vem fazer parte dessa rede diferente, de gente com vontade de fazer do mundo um lugar melhor.

Matérias relacionadas

Oxalá, tomara, que assim seja

Claudio Barría Mancilla O certo era escrevermos um belo texto editorial, poético, afetivo, simbólico e épico, que estivesse à altura do momento histórico que o...

Já conhece a Pluriverso?

Assine de forma gratuita e mantenha-se atualizado. Não vamos encher sua caixa postal. Só o que importa!

ANFITRIÕES DA PLURIVERSO

Coletivos, organizações, redes, artistas, ativistas, mestres populares e pesquisadores que possuem um espaço na plataforma Pluriverso onde veiculam cursos, eventos, serviços ou produtos, além de mediarem debates públicos e grupos de debate.

AVISO LEGAL

A Pluriverso é uma plataforma digital colaborativa, que recebe e publica conteúdos multimídia (textos, vídeos, etc.) em português e espanhol, sob licença Creative Commons BY-NC-SA 4.0. Como Recurso Educativo Aberto e mídia livre pautada na partilha, e em acordo ao licenciamento adoptado, estimulamos a remixar, adaptar e criar a partir do nosso conteúdo, desde que atribuído o devido crédito aos autores e ao veículo, e que as novas criações sejam licenciadas sob termos idênticos. Não é permitido o uso para fins comerciais, sem autorização explícita e por escrito.

Veja em detalhe o conjunto de padrões de uso contidos nesta licença https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/legalcode.pt.